7 da tarde e ainda não lavei os dentes

Não estou doente, estou só um bocadinho mais magra

Há dias publiquei uma foto minha (esta aqui), a ver-me ao espelho. É muito raro eu tirar as chamadas selfies porque nunca fico bem.

E não é que esta tenha ficado alguma coisa de especial, mas decidi publicá-la. Estou sem óculos porque tinha acabado de me maquilhar, e digo – em tom de brincadeira – que encontrei uma série de rugas (porque, de facto, uma pessoa não vai para nova).

Li muitas mensagens e comentários elogiosos, em que me recomendavam usar lentes por ficar bem sem óculos, em que diziam que pareço mais magra ou recomendavam continuar com o cabelo mais curto porque me favorece.

Agradeço este feedback, como agradeço a quem me abordou no sentido de saber se eu estava bem ou se estava com alguma doença, por estar “tão magra”, “com olheiras profundas” ou “com um ar preocupado”.

Ora bem, eu de facto estou mais magra. Perdi 8 kgs, da forma mais saudável possível, e ainda tenho de perder outros 8. Mas sinto-me bem, não tenho pressa de chegar à meta, nem vivo obcecada com isso. Não acho sequer que esteja magra… quando muito estou menos gorda 🙂

Eu tenho três filhas e a mais nova não dorme. Nunca. Daí as minhas olheiras profundas. De manhã, acreditem, pareço uma personagem de Walking Dead e passei a usar maquilhagem com maior regularidade para não assustar as pessoas que se cruzam comigo.

Não se preocupem porque está tudo bem (já voltei a pôr os óculos – com eles, as olheiras quase nem se notam!)

2 comentários em “Não estou doente, estou só um bocadinho mais magra

  1. Sara

    Olá Catarina,
    Partilho da mesma sensação. Ainda há dias desabafei no meu facebook essa questão: desde Junho do ano passado que estou a fazer dieta acompanhada de nutricionista e já perdi 20kg (sim, precisava mesmo de fazer dieta!!) e sinto-me melhor que nunca. Sinto-me bonita, saudável, a pele está fantástica, o cabelo maravilhoso, as roupas que não vestia há 15 anos já me servem (e em alguns casos estão largas!!). Mas as pessoas em vez de dizerem “Que bem que estás!” perguntam se está tudo bem comigo e se é por opção ou se estou doente. Muitas destas pessoas eram as que, quando estava obesa, olhavam com pena (sim, há o olhar da pena!) e nunca se preocuparam em perguntar se estava tudo bem comigo. E isso irrita!! Porque agora faço gosto de me arranjar e sentir-me bem com o meu corpo mas penso se estarei com tão mau aspecto assim para as pessoas terem necessidade de questionar este tipo de coisas. Enfim…
    Continuemos a nossa caminhada e que nos sintamos bem é o que mais interessa. Viva Nós!!
    Beijinho

  2. Vanda Leite

    Estás linda Catarina. Por dentro e agora por fora também. Partilho do sentimento da “frescura” que se ganha quando o excesso de peso desaparece, mas pela minha estrutura disfarço melhor essa preocupação alheia…isso ou intimido de tal forma que nem questionam?. Desde o início das tuas publicações que vi que estavas acompanhada e isso é sempre bom. Continua assim e quanto às rugas, além de fazerem parte (são experiência), existem cremes maravilhosos ?. Quanto às olheiras…levantevo dedo quem tem filhos e nunca as teve ?. Beijinhos para os 4 e a ver se nos cruzamos por aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *