7 da tarde e ainda não lavei os dentes

Quarto novo, vida nova!

Já há algum tempo que os quartos inspirados no “Método Montessori” me despertam curiosidade. De forma muito abreviada, e até simplista, o que Maria Montessori defendia é a possibilidade de o espaço ajudar a libertar a verdadeira natureza da criança – para que esta possa ser observada e compreendida – e para que a educação se desenvolva com base na evolução da criança, e não o contrário.

Apesar de ter tido, até há uma semana, um berço de grades tradicional, a Maria Leonor cresceu num quarto onde tudo esteve sempre ao seu alcance; onde tinha um espelho no chão para poder olhar-se vezes sem conta e onde havia um espaço mais dedicado à brincadeira e outro mais de descanso, com uma tenda tipi e um puf num tapete fofinho onde aprendeu a gatinhar.

 

Com esta cama linda da Pineapple Company, que demorou apenas dois dias a chegar, ficou finalmente completo. Agora, a Maria Leonor usa a cama à noite e as três usam-na durante o dia, porque o colchão rentinho ao chão convida mesmo a isso: a ser usado, vivido.

Uma leva o seu livro, a outra o tablet e a mais pequena acaba por ir buscar uma boneca ou outro brinquedo e ali ficam as três entretidas no meio das almofadas. Com a desarrumação natural de uma casa de família numerosa como a nossa – estas fotos bonitinhas foram tiradas de manhã quando foram ao parque com o pai e nunca mais voltei a ver o quarto assim! Felizmente!

Em frente à cama há um armário baixo, de cubos, para que os brinquedos sejam mais acessíveis e ela possa escolher à sua vontade. Confesso que coloquei na linha do olhar brinquedos de madeira e mais artesanais porque são os meus preferidos… às vezes ela brinca com elas, outras vezes passa à frente e vai buscar outro qualquer. Afinal de contas, aqui eu mando zero!

Há também uma cozinha de brincar, onde passa grande parte do tempo, e uma casa de bonecas que é das irmãs mas onde acabam por brincar as três.

Está só perfeito. E, de repente, a sala deixou de ser o ponto de encontro. Tudo acontece no quarto da “Minore” que tem contado à família inteira que tem uma cama nova, “muito uinda”.

5 comentários em “Quarto novo, vida nova!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *