7 da tarde e ainda não lavei os dentes

Filhas, estas ingratas de primeira!

Quando vamos de férias em família não vamos de férias. Vamos estar cansados, em família, num sítio diferente.

Vamos esgotar as energias a fazer sacos, a certificarmo-nos de que não nos esquecemos de nada importante, vamos gerir 500 coisas num sítio que não é a nossa casa, perceber se as três têm protector solar e se a mais pequena não se afoga na piscina porque se atira feita doida para a água. E isto sem intervalos porque, lá está, estamos de férias. Uma canseira!

Numa das tardes das nossas “férias”, eu e ele falávamos sobre tudo o que há para gerir, sobre como dá trabalho proporcionar bons momentos, e conversávamos acerca de quando éramos miúdos.

Eu lembro-me perfeitamente que, quando era miúda, fazia só o que os mais pais queriam. Se eles queriam ir para a praia, eu e as minhas irmãs, naturalmente, íamos com eles. Se eles queriam ficar no apartamento eu e as minhas irmãs ficávamos no apartamento. Andávamos ao sabor das suas decisões.

Com ele a mesma coisa. Não se lembra, sequer, de alguma vez lhe terem perguntado o que queria fazer ou de ajustarem alguma coisa na rotina da família em função dele.

– “Estão a ver, meninas, ninguém nos perguntava nada, fazíamos o que os adultos queriam e pronto. Agora vamos convosco para a praia ou para a piscina, vamos comer um gelado, vamos ter com os primos. Tudo a pensar em vocês”! Dissemos os dois.

– “E por acaso nós pedimos alguma coisa? Continuam a fazer o que querem como os vossos pais faziam”, dispara a Maria Rita, tipo porta-voz das irmãs que, pela expressão, devem concordar…

Se os filhos não são a raça mais ingrata que existe ao cimo da terra!

11 comentários em “Filhas, estas ingratas de primeira!

  1. Isabel

    Podes crer! Tenho 3 raparigas um pouco mais velhas que as tuas (13, 9 e 6) e é a mesma coisa… mas depois as trombas que fazem se não vamos onde ou fazemos o que querem ?

  2. Daniela Couto

    Revejo-me completamente neste texto quando eu tinha a idade delas, já tenho 29 anos mas ainda não tenho filhos. E às vezes penso como será quando tiver filhos, pois eu na idade delas achava-me cheia de razão e amuava por os meus pais não fazerem o que eu e o meu irmão queriamos. Mas pronto essas coisas são próprias da idade e quando elas forem “grandes” tenho a certeza que vão perceber os pais tal como eu e o meu irmão 🙂

  3. Branca Silva

    Completamente de acordo, no meu tempo era só praia e uma semana e mais nada,roupa nova só na altura da Páscoa, queixar me? nunca! Nem me passava isso pela cabeça! Era assim e pronto… Aqui passa se o mesmo, fomos agora de férias, tenho 2 filhos(9,e2)amuos daqui, berreiro da cóla, ou seja acabam por nos cansar… Esta geração é complicada… Adorei o texto… Branca Silva

  4. Luisa Lobito

    Sei bem o que isso é …e vai ser sempre assim, ainda hoje que já moram sózinhos vêm almoçar a casa, trazem roupa para lavar, pedem ajuda para fazer isto e aquilo e ainda têm a lata para dizer
    “fazes porque queres…”
    E nós vamos continuar a fazer sempre o mesmo porque somos mães e temos o amor maior do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *