7 da tarde e ainda não lavei os dentes

O poder da música ou como nunca desistir de um sonho

Podia dizer-se que “Blinded by the light – o poder da música” conta como Bruce Springsteen mudou a vida de dois adolescentes e das suas famílias. Mas o filme de Gurinder Chadha é muito mais do que isso.

“Talk about a dream, try to make it real” – os sonhos e como devemos persegui-los até conseguirmos agarrá-los com as duas mãos é a lição que nos deixa Javed, um jovem britânico de origem paquistanesa que lida com a rigidez de um pai que valoriza as suas origens, em casa, e com o preconceito dos outros, na rua.

Estamos em 1987, época de agitação social e números elevadíssimos de desemprego. E em Luton, uma cidade cinzenta a 50 km de Londres. Javed vive no dilema de fazer aquilo de que mais gosta – escrever – ou tirar um curso de economia para deixar os pais orgulhosos.

Neste pequeno caos que é a sua vida, há uma luz que se acende quando um amigo lhe empresta dois álbuns de Bruce Springsteen – em cassete, claro! – numa altura em que os sintetizadores eram os reis da música e em que toda a gente ouvia A-ha e Pet Shop Boys. Depois há uma professora atenta, uma namorada e toda uma sorte que começa a mudar…

Há quem diga que o livro é melhor, mais duro e mordaz. Eu não o li, mas gostei muito do filme. Talvez porque a música também vibre assim dentro de mim. Talvez por ser bonito de uma forma simples e inocente – e eu tenho para mim que o mundo vai precisando disso.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *